• LIFEmmo
  • LIFEmmo
  • LIFEmmo
  • LIFEmmo
Inicio Ações

Ações do projeto

Ações preparatórias (A)
A.1 Inventário da distribuição das espécies e habitats da Directiva Habitats;
A.2 Inventário da distribuição das espécies invasoras;
A.3 Selecção de áreas para a recuperação de espécies e habitats alvo, e estabelecimento de um esquema de registo de parâmetros edafo-climáticos;
A.4 Elaboração de um esquema de produção e aclimatação de plantas e de moluscos;
A.5 Levantamento bibliográfico sobre as espécies e habitats alvo do projecto;
A.6 Preparação de Planos de Acção para as espécies de fauna, flora e habitats alvo do projecto;
A.7 Melhorar as condições de segurança nos acessos e nas áreas a regenerar;
A.8 Criação de uma base de vocalizações (chamamentos e outros) da Freira da Madeira para apoio na prospecção de novas áreas e atracção de indivíduos para áreas potenciais.

 
Ações de Conservação (C)
C.1 Controlo/erradicação de plantas com carácter invasor e limpeza dos terrenos;
C.2 Reintrodução e/ou reforço e criação de novas populações da espécie Sorbus maderensis;
C.3 Reintrodução e/ou reforço e criação de novas de populações das restantes 11 espécies de plantas de interesse comunitário;
C.4 Potenciar o estabelecimento e a expansão do habitat prioritário “Charnecas macaronésicas” (4050);
C.5 Potenciar o estabelecimento e expansão dos habitats prioritários Florestas endémicas de Juniperus spp. (9560) e Florestas mediterrânicas de Taxus baccata (9580);
C.6 Estabelecimento ex situ no JBM de colecções vivas das espécies alvo da Directiva Habitats;
C.7 Avaliação da diversidade genética de espécies vegetais da Directiva Habitats com vista a identificar unidades evolutivas e/ou de conservação;
C.8 Controlo dos coelhos nas áreas a intervir;
C.9 Controlo dos murganhos e ratos nas áreas a intervir;
C.10 Prospecção e monitorização de novas áreas de nidificação da Freira da Madeira no Maciço Montanhoso Oriental após os incêndios;
C.11 Potenciar a conservação das espécies de moluscos terrestres prioritárias e exclusivas do MMO através de reprodução laboratorial;
C.12 Potenciar a realocação, reintrodução, reforço e expansão de espécies de moluscos terrestres criticamente ameaçados e exclusivas do MMO, com introdução de novas populações/comunidades na natureza;
C.13 Criação de protecções físicas e de zonas de exclusão para diminuir a predação dos moluscos terrestres por parte dos murganhos.
 
Ações de monitorização (D)
D.1 Monitorização da erradicação das plantas de espécies invasoras;
D.2 Monitorização do reforço/reintrodução de Sorbus maderensis e das restantes 11 espécies de plantas de interesse comunitário;
D.3 Monitorização do estabelecimento e expansão dos habitats prioritários;
D.4 Monitorização da eficácia do controlo de coelhos, murganhos e ratos;
D.5 Monitorização do estabelecimento das comunidades malacológicas;
D.6 Avaliação do impacto sócio-económico e ecológico do projeto.
 
Ações de Disseminação (E)
E.1 Criação de uma imagem de referência do projecto (elaboração de logótipo do projecto);
E.2 Divulgação do projecto através de sítio próprio da internet e página no Facebook do projecto;
E.3 Divulgação do projecto ao público em geral;
E.4 Organização de 1 workshop para apresentação e discussão dos resultados obtidos;
E.5 Divulgação do projecto e sua temática em seminários, conferências e encontros regionais e através da publicação de artigos técnico-científicos;
E.6 Fomento de acções de voluntariado na erradicação de invasoras e no reforço de populações;
E.7 Elaboração de livro sobre o MMO;
E.8 Criação de um layman's report;
 
F. Ações de gestão (F)
F.1 Nomeação de um gestor, criação da equipa interna do Beneficiário Coordenador para monitorização do projecto e da equipa gestora do projecto;
F.2 Monitorização e acompanhamento geral do projecto por parte de uma Comissão Executiva;
F.3 Monitorização e acompanhamento geral do projecto por parte de uma Comissão Cientifica;
F.4 Assegurar auditoria do projecto;
F.5 Coordenação entre o actual projecto e o projecto “Travar a perda da Biodiversidade Europeia através da recuperação de habitats e espécies dos Ilhéus do Porto Santo e área marinha envolvente.";
F.6 Elaboração de um plano de conservação a implementar após o término do projecto – Plano “After-Life Conservation Plan”.
 
 

                                                                                                                                                                                                                                  Contacto